Ads Top

Figura de linguagem: Metonímia

Metonímia é uma das figuras de linguagem da Língua Portuguesa que consiste no emprego um termo no lugar de outro, havendo entre ambos uma afinidade ou uma relação de sentido.
Os casos mais comuns de metonímia ocorrem quando trocamos o nome de um produto pela marca deste produto. Por exemplo, ao invés de nos referirmos a uma palha de aço (comumente utilizada para lavar louças), chamamos simplesmente este produto de bombril. Ocorre que existem várias marcas de palhas de aço, mas a que ficou mais conhecida nacionalmente foi a da bombril. Por isso, existe este pequeno equívoco.
Vejamos a seguir os casos mais comuns de metonímia referente a nomes de produtos. Em seguida veremos genéricos desta importante figura de linguagem.


Gilete

Outra grande marca de produto nacionalmente conhecida é a gilete. Mas o nome correto do produto é lâmina de barbear. Gilete é apenas uma das marcas de lâminas de barbear existentes.

Danone

Muitas pessoas também se referem ao danone quando na verdade o nome correto do produto é iogurte. Só lembrando que a grafia, bem como a pronúncia correta, é iogurte e não iorgute.


Chiclete

Quem nunca afirmou que iria mascar um chiclete? Na verdade, chiclete também é apenas uma marca. O nome correto do produto é simplesmente goma de mascar.

Nescau

Muitas crianças cresceram acreditando fielmente que o nescau era a única e deliciosa bebida com sabor de chocolate. O que elas não sabiam é que existem várias marcas que oferecem produtos semelhantes. O nome correto para estes produtos é achocolatado em pó.


Xerox

A xerox já foi uma das maiores empresas dos Estado Unidos. Portanto, xerox não é a cópia de uma folha de papel, bem como não é a máquina que produz estas cópias. 
O nome correto para estas máquinas é fotocopiadora.

Como já foi explicado acima, a metonímia é a troca de um termo por outro. Para aprofundarmos um pouco mais este assunto, é importante sabermos que a palavra metonímia deriva do grego metonymía, cujo prefixo meta significa mudança e o termo onoma quer dizer nome. Portanto, em uma tradução livre, metonímia significa mudança de nome.

Vejamos a seguir mais situações onde pode ocorrer a figura de linguagem.


Casos gerais de metonímia


Autor pela obra

  • Gosto de ler José de Alencar (gosto de ler a obra literária de José de Alencar).


Inventor pelo invento

  • Thomas Edson ainda ilumina o mundo (as lâmpadas construídas por Thomas Edson iluminam o mundo).

Singular pelo plural

  • A mulher está, cada vez mais, conquistando seu lugar no mercado de trabalho (as mulheres estão conquistando, não apenas uma mulher).

Símbolo pelo objeto simbolizado

  • Irmão, não te afastes da tua cruz (não te afastes da religião ou da fé).


Efeito pela causa

  • Sócrates bebeu a própria morte (Sócrates tomou veneno).


Causa pelo efeito

  • Moro no campo e como do meu trabalho (moro no campo e como o alimento que produzo).


Continente pelo conteúdo

  • Ela bebeu a taça toda (bebeu todo o líquido que estava na taça).

Símbolo pela coisa simbolizada

  • A balança penderá para o lado do réu (a justiça ficará do lado do acusado).

Instrumento pela pessoa que o utiliza

  • Os microfones ainda estão atrás dos atletas (os repórteres estão à procura dos atletas para entrevistá-los).


Parte pelo todo

  • Várias pernas passavam apressadamente pelo corredor (várias pessoas passavam apressadamente).


Espécie pelo indivíduo

  • O homem só foi à Lua uma vez (apenas alguns astronautas foram à Lua).

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.