Ads Top

Como criar uma rotina e aprender inglês durante o isolamento.

É possível sim aprender inglês em casa. Para isso é necessário antes de mais nada ter boa vontade e foco, criando uma rotina de estudos que não seja cansativa. Afinal, é preciso deixar espaço para outras atividades do dia a dia. Mas, cá entre nós, quando pensamos na palavra rotina, vem logo à mente algo cansativo, monótono, sem graça. Porém, em um momento em que é difícil manter a concentração é preciso criar uma metodologia de estudos para mandar para longe a procrastinação diária.

O que é necessário ter antes de começar:

- Antes de mais nada, é preciso que o aluno saiba bem qual seu nível de inglês para não pular etapas de aprendizado e acabar ficando no meio do caminho. Isso é necessário para que estude exatamente o que precisa no momento.

- Também deve ser levado em consideração o objetivo principal de seus estudos através de uma pergunta básica: você aprende inglês para que? Para realizar testes, conversar com outras pessoas, trabalho? Saber exatamente qual o seu foco ajudará a formar blocos de estudo e ter uma motivação a mais.


- Outra questão fundamental é considerar o material de estudo. É aconselhável ter em mãos ou em seus arquivos uma boa gramática, dicionário e também utilizar cadernos para anotações.

- Verifique também quanto tempo tem disponível para se dedicar à atividade e cumpra-o. Não é necessário dedicar-se muitas horas por dia, mas é indicado sim ter um período em que esteja totalmente imerso no aprendizado. Somente assim poderá cumprir as metas e manter a dedicação.

Por fim, organizamos uma rotina de estudo que leva em consideração as quatro habilidades que devem ser aprendidas: reading (leitura), listening (escuta), speaking (fala) e writing (escrita):


1. Leia

A leitura é um ponto chave do aprendizado. De acordo com seu nível, você pode buscar textos fáceis ou mais complexos. E há várias maneiras para isso: jornais online, revistas digitais, blogs, livros. Para tornar a leitura interessante, cerque-se de assuntos que interessam. Gosta de cultura, de política, de assuntos relativos ao meio ambiente? Vá em busca deles e desta maneira mantenha o interesse e de quebra aprenda novas palavras da área.

O indicado para quem está começando é procurar textos simples e esquecer totalmente da ferramenta de tradução de textos do google. Ele pode ser utilizado apenas para traduzir uma ou outra palavra caso tenha alguma dúvida sobre uma palavra ou expressão. Com o tempo, você será capaz até mesmo de ler vários livros em inglês.

Tempo ideal: 15 a 30 minutos.


2. Escute

Esta etapa é bastante fácil de ser seguida, afinal, já escutamos muito material em inglês. É só utilizá-los de uma maneira pedagógica. Para isso, siga o mesmo passo adotado no tópico anterior, buscando temas que lhe agradem: músicas e álbuns de seus artistas preferidos, playlists de vídeos em canais de youtube, podcasts em inglês, documentários, capítulos de séries.

Ouvindo em inglês você poderá entender as diferenças de sotaques e pronúncias. Tendo em mãos as letras das músicas por exemplo, você irá também aprender como se falam as expressões e ir se familiarizando. O ideal seria começar com uma música por dia, acompanhando a letra enquanto escuta. No caso de séries, um episódio (ou meio) com legendas. Com o tempo você será capaz de acompanhar sem as legendas ou letras.

Tempo ideal: 10 a 15 minutos.


3. Fale

Nós sabemos, é difícil à primeira vista destravar a fala em inglês. Mas é necessário ir perdendo aos poucos a vergonha e começando a se comunicar no idioma em outros ambientes. E não é preciso sair de casa para se comunicar. 

Há plataformas digitais que ensinam inglês do nível básico até o avançado. Através delas é possível treinar a língua e a conversação e ter aulas com turmas online. Isto é fundamental, já que no isolamento é necessário o contato, mesmo que virtual, com outras pessoas.

Com os aplicativo e outras ferramentas de videoconferência, será possível aprender também outras culturas e gírias específicas que somente a experiência de uma conversa pode trazer. Assim você aumenta sua confiança.

Tempo ideal: 10 a 15 minutos diários


4. Escreva

Não precisa escrever um livro ou texto grande. Mas comece a tentar formular pequenas opiniões em inglês e desta maneira começar a se acostumar a escrever no idioma. Pegue alguns temas relevantes ou que são notícias e anote algumas linhas ou parágrafos, trabalhando, desta maneira sua criatividade e capacidade de escrita. Você pode fazer isso onde se sentir mais à vontade:, blogs, cadernos ou outros. 

Tempo ideal: 10 a 15 minutos, de acordo com sua disponibilidade.


5. Estude Gramática


Sim, essa parte também é necessária. Alguns podem até achar que a gramática não é mais necessária num primeiro momento. Mas isto também depende de seu objetivo, e se você deseja utilizar seu inglês em testes, não tem mesmo como deixar ela de lado.

Além do mais, é através dela que teremos acesso a todas as regras, conjugações, tempos, estruturas das frases e utilização ou não de termos e dúvidas que nem todas as apostilas podem tirar. Então, mesmo que não a estude sequencialmente, caso seu objetivo tenha um cunho mais educacional, sempre separe uma parte de sua rotina diária para se aprofundar mais e assim escrever com mais propriedade.

Tempo ideal: 10 a 15 minutos

Como vocês puderam ver, estipulamos um período ideal, mas salientamos que o mesmo não é fixo. O tempo que cada um tem disponível para estudar é bastante variável. A boa notícia é que, estudando mesmo que seja um pouquinho a cada dia, você estará cada vez mais próximo da fluência.

Leve sempre em consideração que cada pessoa tem seu próprio ritmo e dificuldades. Se for preciso, dedique mais tempo àqueles conteúdos que precisam de mais atenção, sem se cobrar tanto. E bons estudos!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.